Quais são alguns grãos alternativos, além daqueles como trigo e arroz, que se pode trabalhar em uma dieta moderna e saudável?

O substituto do trigo e do arroz é considerado “painço”, que é classificado como superalimento e é uma boa fonte de minerais e minerais. Millets são ideais para diabéticos que procuram um grão alternativo ao arroz. Eles também ajudam a aumentar a biodisponibilidade de minerais e têm um forte antioxidante.

Aqui estão alguns painços saudáveis ​​que podem substituir o arroz e o trigo facilmente:

1] Ragi

O ragi é uma fonte mais rica de cálcio e ferro. Uma boa fonte de fibra insolúvel que faz uma pessoa se sentir completa por mais tempo e, portanto, controla o apetite.

Também é bom para diabéticos, pois tem baixo índice glicêmico, o que ajuda na manutenção dos níveis de açúcar no sangue.

2] Quinoa

A quinoa é uma fonte completa de proteína e uma boa fonte de ácidos graxos antiinflamatórios, monoinsaturados e ômega-3. Um grão saudável para o coração, é conhecido por reduzir o colesterol “não saudável” e contém altos níveis de antioxidantes.

Quinoa pode ser consumida como um mingau de leite ou quinoa germinada também pode ser feito e usado em saladas e sanduíches.

3] Jowar

O Jowar é rico em ferro, vitamina B e E, potássio, zinco, cálcio, magnésio, ferro e fibras. É popular como uma fonte sem glúten, rica em proteínas e livre de colesterol de uma variedade de nutrientes essenciais, incluindo fibra dietética, ferro, fósforo e tiamina, entre aqueles com sensibilidade ao glúten.

Os níveis fitoquímicos são tão altos neste milheto que eles mostraram potencial utilidade na redução da obesidade também.

4] Cevada

A cevada é uma excelente fonte de fibras solúveis e insolúveis e selênio e uma boa fonte de fósforo, cobre e manganês.

A fibra insolúvel ajuda a prevenir o câncer de cólon e a manter o movimento intestinal regular. A fibra solúvel reduz o colesterol no sangue e diminui a absorção de açúcar e reduz o risco de diabetes tipo 2.

A presença de cobre na cevada reduz os sintomas da artrite reumatóide. Também mantém flexibilidade nos ossos e articulações.

O selênio presente na cevada preserva a elasticidade da pele, juntamente com o manganês e dá ao corpo uma sensação de bem-estar.

5] trigo mourisco

O trigo mourisco é cheio de alimento ainda saboroso. Seu alto teor de fibra é um benefício para a perda de peso. O grão contém fibras solúveis e insolúveis, que ajudam a reduzir o colesterol “não saudável”, equilibrar os níveis de açúcar no sangue e manter o intestino saudável.

É rico em flavonóides antioxidantes que ajuda a proteger o coração e é ideal para dietas sem glúten.

6] Bajra

Bajra é uma rica fonte de ferro, vitamina B e E, potássio, zinco, cálcio, magnésio, manganês, fósforo, aminoácidos, fibra insolúvel que ajuda a acelerar o tempo de trânsito intestinal.

7] Aveia Inteira

A aveia contém vários nutrientes e uma fibra solúvel em água, gomosa, beta-glucana, que ajuda a reduzir o colesterol não saudável e ajuda a evitar grandes picos nos níveis de açúcar no sangue.

Aveia entregar benefícios se comidos crus ou cozidos. Pode ser consumido ou mingau ou pode fazer aveia germinada.

8] Trigo Bulgur

O trigo Bulgur é um cereal integral com baixo teor de gordura, rico em fibras alimentares. Ajuda na digestão, atua como um anti-inflamatório e protege contra o colesterol e pedras na vesícula.

Ele fornece 5 g de fibra por 1/4 xícara, que é 20 por cento do valor diário recomendado. Trigo Bulgar se encaixa bem em uma dieta de baixa gordura. Não tem gordura saturada, gordura trans ou colesterol.

9] amaranto

O amaranto é rico em antioxidantes e é usado na culinária medicinal como fonte de proteína de alta qualidade, fitoesteróis redutores de colesterol e fitoquímicos antiinflamatórios.

A farinha de amaranto é isenta de glúten, mas possui um sabor amargo que pode ser misturado com outras farinhas sem glúten como a aveia e a soja. Ou pode usar as folhas como saag ou pode adicionar grãos de amaranto germinados a saladas e sanduíches.

Soco De Proteína : 3-6 g por porção de 1 xícara

O trigo e o arroz têm alto índice glicêmico e, se você quiser substituí-los por grãos com baixo índice glicêmico, experimente o jowar ou o sorgo para completar suas necessidades nutricionais, mantendo uma opção relativamente mais saudável. Este vídeo explica qual é a melhor escolha entre arroz e trigo e por que eles não são mais a comida saudável?

Você também pode reduzir o índice glicêmico de arroz, acrescentando muito molho vegetal, ghee ou dal a ele. Independentemente de qual parte do mundo que você pertence, basta ficar com o que é local e sazonal. Se o seu alimento básico é o arroz, não o abandone completamente, a menos que tenha alergias ou problemas digestivos.

Você também pode experimentar o milheto ou bajra , sêmola ou rawa ou suji , makke ka aata (sem amido de milho). Aveia e quinoa também podem ser sua opção de escolha. No entanto, não caia para aveia instantânea ou masala quinoa disponível nas lojas. Lembre-se, se for muito fácil, provavelmente não vale a pena!

Espero que ajude! Obrigado por percorrer e ler.

Há muitas sementes e grãos que podem ser usados ​​como alimento e usados ​​na história em várias áreas. Os grãos modernos tornaram-se mais comuns por uma razão básica, eles fornecem o maior valor alimentar para a menor área de terra utilizada e o menor trabalho necessário. Hoje temos um pouco de obsessão por “grãos antigos”, e em nossa moderna sociedade “superalimentada” eles fornecem algum valor real em seu baixo teor calórico (e o fato de que muitos oferecem melhor sabor sobre os carboidratos crus dos grãos modernos ). Além do valor de “moda”, eles apenas são melhores para mim.

Herança e projeto antigo de grãos alimentam uma demanda crescente

Pessoalmente, gosto de trigo, cevada, quinoa e centeio.

  • Milho

  • Cuscuz de Trigo Integral (Forma de massa, feita com farinha de trigo refinada)

  • Quinoa (é uma semente e não um grão)

  • Bulgur

  • Buck-Wheat

  • Cevada integral

  • Freekeh

  • Aveia inteira

  • Centeio Inteiro